terça-feira, 31 de março de 2009

Isolo-me de tudo
Do mundo, do universo
Se alegrias e tristezas
Que de tão poucas
Conseguem ser absortas.
Isolo-me
Para me encontrar
Rir e chorar
Momentos perdidos
E outros ganhos.
Isolo-me de gritos
Promessas e sorrisos
De ser e não saber viver!

1 comentário:

Daniel Silva disse...

oix

Passa no meu blogue. E aceita o prémio ;)

Abraço =)